Gestão da Carochinha

História para trabalhador dormir

A Apresentação Nova do Chefe Idiota 03/02/2011

Filed under: Folclore,Organização — melhorcalada @ 21:52
Tags: ,

Andersen continua atual nas nossas organizações, não é mesmo?

Quem não lembra do conto “A roupa nova do imperador” que conhecemos na escola pelos livros didáticos? Pois um  Chefe Idiota não lembra! Não lembra mesmo, porque ele é muito mais esperto do que todos seus assistentes e vê o que ninguém vê.

Entre os Chefes Idiotas mais medíocres está o da média gerência. Ele não manda nada, mas manda em VOCÊ!

Sem mais delongas, vamos a histórinha…

Era uma vez um mapa estratégico bem definido por consultores que nunca trabalharam no setor que sua empresa atua, e eis que seu bondoso chefe recebe a incumbência de desenvolver o projeto do indicador 8.4.a.1 do plano.

A primeira coisa, muito participativo seu bondoso superior, ele chama uma reunião com a equipe para sugerir um indicador.

Depois da definição do indicador, que muitas vezes feita de maneira bem profissonalizada, e a criação/identificação da forma de coleta e, voilá, tudo pronto para coleta e monitoramento…

Você manda o xls correto (com dados tratados estatisticamente) para seu Chefe Idiota. Assim que ele analisa os resultados, rapidamente ele chama um alfaiate de ppt, pois não pode aparecer com aquela informação na reunião do mapa estratégico.

O alfaiate, astuto que só ele cria a apresentação mais bonita vista em toda empresa, e lá vai o Chefe Idiota com sua Apresentação Nova.

Alguns se sentem constrangidos com os números, e ficam tentando imaginar que fórmula randômica subsidiou tamanho detalhamento…

E é nessa hora, que a criança dentro da gente tenta gritar que o rei esta pelado, mas nosso bom senso de proletariado nos impede.

Moral da história: O Chefe é idiota e todos sabem, mas não seja você o ingênuo de falar!

 

Folclore brasileiro I 21/07/2010

Filed under: Folclore — melhorcalada @ 00:16
Tags: , ,

Este texto foi postado dia 8 de maio de 2008 no não utilizado http://gestaodacarochinha.blogspot.com/

Criei este blog no propósito de criticar algumas organizações e seus modelos de gestão. Longe de acreditar que este terá embasamento científico, mas tentarei cuidar do conteúdo para não cair no relativismo e nem no senso comum.

Era um vez um acontecimento chamado Revolução Industrial, que trouxe as civilizações grande avanço nas relações intra-organizacionais, no que diz respeito a necessidade de adequar aquele conglomerado de pessoas insignificantes a produção manufaturada em massa para alcançar os objetivos daquelas organizações boazinhas que davam empregos para todos, desde crianças, mulheres até os velhos (se chegassem a idade de velhos)… Então, os senhores bondosos donos das organizações perceberam que poderiam aumentar sua produção e ganhar mais com isso de acordo com o aumento de produção. E quem sabia ensinava aos outros (o RH nesse tempo era um “pouquinho” relapso na entrada de um novo “colega”)… Plin Plin Plin… nossa será que foi ai que nasceu o aprendizado organizacional?
Assim o aprendizado organizacional é um “ser” tipo o Saci? Que as pessoas acreditam mas eu nunca vi???

Você me pergunta: “E a Cultura Organizacional?”Ai eu digo, que é muito tarde, mas amanhã antes de vc dormir, eu te conto a história da cultura organizacional…

Aprendizado organizacional é uma construção do corpo social da empresa. Mas… Vocês não percebem que as vezes falta humildade dos membros destas em aprender interagindo? O pior é quando a falta de humildade em aprender vem somada em formas de gestão de livrinhos de “gurus” que vendem em posto de gasolina por R$ 19,90!!! Nada contra, e como eu gostaria que todos os bons livros de teoria organizacional e estratégia custassem isso… Ganhei uma vez um livro “Como trabalhar para um chefe idiota”, no começo achei a coisa mais engraçada do mundo, mas depois comecei a pensar, como eu poderia ser feliz tendo que me submeter a um idiota? E o pior, achar que isso é inevitável, e aprender “formas” de lidar com o “problema”. Não conheço alguém que não tenha vinculo institucional com qualquer instituição (!!!), ai penso, será que todos que conheço deverão ser infelizes, e aprender a lidar com problemas que não são de sua competência, e sim de uma alta diretoria quantitativa?
Acho que não conseguirei viver assim… Eu acredito no Core Bussines, na Visão, na Missão, acho os objetivos alcançáveis, e as metas justas… Mas, não vejo consonância com a operacionalização… Mas se eu não posso falar nada contra, eu prefiro que o barco afunde, e eu fique assistindo da praia… Enfim, meu profissionalismo não vai junto não… E apagar incêndio diariamente é coisa de bombeiro…

Boa Noite (pq provavelmente o seu dia vc já perdeu nessas organizaçõe hahahahaha).